icone-blog
Este blog é dedicado aos amantes da língua portuguesa, àqueles que querem sempre aprender mais e aos que querem conhecer melhor nossa empresa. A valorização da língua portuguesa é nosso maior objetivo e nossa maior alegria! Esperamos que façam bom proveito das informações aqui postadas!

Adequação de linguagem

  11 Outubro 2012

Pasquale Cipro Neto na Folha

"Tecnologia hidrofóbica"

No rádio, uma peça publicitária anuncia características da nova fórmula de uma famosa cola, agora "com tecnologia hidrofóbica". O caro leitor sabe o que pode ser isso? E o grande público? Saberá decifrar de imediato o que vem a ser "hidrofóbica"?

Quando ouvi a tal peça, lembrei-me de um fato que ocorreu comigo e de uma piada. Começo pela piada. Um rapaz de poucas letras foi ao médico, que lhe passou uma receita. Ao sair do consultório, o jovem foi a uma farmácia e comprou o remédio. Em casa, chamou a mulher, também pouco letrada, e mostrou-lhe a caixinha, que foi imediatamente aberta. Os dois se surpreenderam ao ver o remédio, muito "comprido". Era um supositório.

"Como é que isso vai passar na garganta, mulher?", perguntou ele. "Sei não", disse ela. "É melhor voltar lá." O rapaz voltou duas vezes ao consultório. Na primeira, o médico lhe disse que o remédio deveria ser posto "no reto"; na segunda, "no ânus". Quando a mulher lhe sugeriu que voltasse lá pela terceira vez... É claro que vou poupar o respeitável público do que as aspas ocultam. O fato é que a piada mostra muito bem o que ocorre quando o emissor não usa a linguagem adequada ao interlocutor.

O que ocorreu comigo revela procedimento semelhante. Há mais de 20 anos, um dos meus filhos foi submetido a uma cirurgia. Conversei com o anestesista, que me falou do tipo de anestésico etc. No fim da conversa, disse-me ele, ipsis verbis: "Não se preocupe. O seu filho é uma criança eutrófica". O que eu lhe disse em seguida o fez deduzir que eu entendera o que ele dissera. "O senhor é colega?", perguntou-me ele. "Não; sou professor de português."

Ora, um professor de português talvez tenha obrigação de saber o que é "uma criança eutrófica" (bem nutrida, bem alimentada, saudável etc.). "Eutrófica" resulta da soma de dois elementos gregos: "eu-", que significa "bem", "bom", e "trófico/a", que é relativo à nutrição. Mas e quem não é médico ou professor de português? A linguagem empregada por aquele médico é adequada a qualquer interlocutor ou situação?

Para continuar a ler, clique abaixo e acesse o site da Folha:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/pasquale/1167508-tecnologia-hidrofobica.shtml

Paralímpico?

  06 Setembro 2012

Invenção? 

Jornal Folha de S. Paulo de hoje traz mais uma brilhante coluna do prof. Pasquele Cipro Neto, sobre a discussão da hora: que negócio é esse de PARALÍMPICO? Não havia uma letra "o" ali no meio? Pois é...

Paralímpico? Haja bobagem e submissão

Pasquale Cipro Neto

O meu querido amigo, vizinho, filho e irmão Márcio Ribeiro me pergunta, com o seu falar italianado e com influência do linguajar da Casa Verde, bairro paulistano em que passou boa parte da vida: "Ma que história é essa de 'paralímpico'? Emburreci, emburrecemos todos?". E não foi só o Márcio. Vários leitores escreveram diretamente para o jornal ou para mim para pedir explicações.

Portfólio

  23 Julho 2012

Material revisado pela 3GB Consulting

Isso é só uma parte do nosso portfólio, mas já mostra que a equipe da 3GB tem fôlego quando o assunto é revisão de texto! 

Portfolio

Página 3 de 13

Saiba mais

icone-blogBlog
Dicas, artigos e informações que possam melhorar as ferramentas de comunicação!

icone-agendaAgenda
Fique por dentro do que vai rolar: eventos, cursos e muito mais.

Fale conosco

Entre em contato conosco:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: São Paulo/SP (11) 3673.1570 

Para mais informações ou para enviar uma mensagem, clique aqui.