icone-blog
Este blog é dedicado aos amantes da língua portuguesa, àqueles que querem sempre aprender mais e aos que querem conhecer melhor nossa empresa. A valorização da língua portuguesa é nosso maior objetivo e nossa maior alegria! Esperamos que façam bom proveito das informações aqui postadas!

À custa

  30 Abril 2013

Quadro-negro da 3GB Consulting

Pois é, muita gente erra mesmo, mas muitos erros não significam que virou certo. É errado dizer "Vivia às custas da família". Aprenda no nosso quadro-negro! "Custas" serve apenas para designar despesas judiciais, e nada mais. A expressão correta é "à custa de", sem os "s".

Publicado em blog

Como escrever, café espresso ou expresso?


O café é espresso [com S] porque é feito sob pressão, espremido para criar maior resistência à passagem da água e assim promover uma maior extração de óleos aromáticos e outros atributos sensoriais internos ao café. Espresso vem do italiano. É um uma bebida criada na itália, com [nome e] receita padronizada e seguida no mundo todo.

Se ainda persistirem dúvidas sobre a grafia correta, pode-se consultar o VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa). Nele o verbete “expresso” não faz nenhuma referência a café.


Obs. O VOLP é a obra produzida pela Academia Brasileira de Letras, que, por definição legal, tem o poder de estabelecer quais palavras pertencem ou não à língua portuguesa.

Publicado em blog

Excelente coluna do prof. Pasquale na Folha

"Há um festival de regências bizarras nos meios de comunicação. Salvo engano, o prato preferido desses inventores é a preposição "a". Em diversos casos em que naturalmente se usaria "para", surge, misteriosamente, o empafioso "a". Há algum tempo, um jornal publicou o seguinte título, a respeito de um teste comparativo entre dois automóveis: "Carro X não é páreo a carro Y". Páreo "a"? Alguém, em sã consciência, diria que o time X não é páreo "ao" Barcelona, por exemplo? Duvideodó!

"Carro X não é páreo a carro Y" tem fortíssimo cheiro de invencionice, mandracaria, falsa erudição. Alguém dirá que o "a" entrou no lugar do "para" por uma questão de espaço. Não era isso. Havia espaço mais do que suficiente para que o título fosse o óbvio ("Carro X não é páreo para carro Y")."

Para ler o restante, acesse http://www1.folha.uol.com.br/colunas/pasquale/1256975-puniu-o-clube-a-jogar.shtml

Publicado em blog

Saiba mais

icone-blogBlog
Dicas, artigos e informações que possam melhorar as ferramentas de comunicação!

icone-agendaAgenda
Fique por dentro do que vai rolar: eventos, cursos e muito mais.

Fale conosco

Entre em contato conosco:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: São Paulo/SP (11) 3673.1570 

Para mais informações ou para enviar uma mensagem, clique aqui.