icone-blog
Este blog é dedicado aos amantes da língua portuguesa, àqueles que querem sempre aprender mais e aos que querem conhecer melhor nossa empresa. A valorização da língua portuguesa é nosso maior objetivo e nossa maior alegria! Esperamos que façam bom proveito das informações aqui postadas!

Conjugações difíceis

  07 Julho 2011

PASQUALE CIPRO NETO 

Um verbo enjoadinho 


Formas como "requisesse" ou "requiseram" não encontram abrigo no padrão formal da língua


O QUE NÃO FALTA na caixa postal da coluna é pergunta sobre a conjugação de verbos complicados. A lista é grandinha e inclui "preciosidades" como "adequar", "precaver", "reaver", "requerer", "falir", "prover", "prever", "provir", "intervir", "satisfazer", "ver", "entreter" etc.
Embora muitos desses verbos sejam conjugados no dia a dia e em muitos escritos como se fossem regulares, nas modalidades formais da língua suas singularidades ou irregularidades continuam prevalecendo. Em outras palavras, isso significa que, ainda que frequentemente se ouçam e se leiam construções como "Se o ministro intervir" ou "Se ninguém se opor", gramáticas, dicionários, manuais e guias de uso continuam indicando como cultas as construções "Se o ministro intervier" e "Se ninguém se opuser"...

Posto isso, vejamos a conjugação de alguns dos verbos citados, começando por "requerer". A conjugação desse verbo é particularmente delicada, a começar pela sua perigosa semelhança com o verbo "querer". Já na largada, ou seja, na primeira do singular do presente do indicativo, "querer" e "requerer" se separam: de "querer", temos "eu quero"; de "requerer", faz-se "eu requeiro".
Como acontece com 99,99% dos nossos verbos, o presente do subjuntivo do verbo "requerer" se apoia na primeira pessoa do singular do presente do indicativo. Moral da história: de "requeiro", faz-se "que eu requeira, que tu requeiras, que ele requeira, que nós requeiramos, que vós requeirais, que eles requeiram". Mas a coisa se complica mesmo no pretérito perfeito do indicativo e nos tempos que dele derivam, em que "querer" e "requerer" se separam de vez. Nesse tempo, "querer" é irregular ("eu quis, tu quiseste, ele quis, nós quisemos, vós quisestes, eles quiseram"), enquanto "requerer" é regular (nesse tempo, convém deixar claro): "eu requeri, tu requereste, ele requereu, nós requeremos, vós requerestes, eles requereram".
Como se sabe, são três os tempos derivados do pretérito perfeito do indicativo, mais especificamente do radical da segunda pessoa do singular desse tempo, que, no caso de "requerer", é "requere-" (esse radical resulta da eliminação da terminação "-ste", o que vale para 101% dos verbos da língua portuguesa).
O primeiro dos tempos derivados do pretérito perfeito do indicativo é o pretérito mais-que-perfeito do indicativo. Ao radical ("requere-") somam-se as terminações "-ra, -ras, -ra, -ramos, -reis, -ram": "eu requerera, tu requereras, ele requerera, nós requerêramos, vós requerêreis, eles requereram". O segundo desses tempos é o pretérito imperfeito do subjuntivo. Ao mesmo radical ("requere-", lembra?), somam-se as terminações "-sse, -sses, -sse, -ssemos, -sseis, -ssem": "se eu requeresse, se tu requeresses, se ele requeresse, se nós requerêssemos, se vós requerêsseis, se eles requeressem".
O terceiro tempo derivado do pretérito perfeito do indicativo é o futuro do subjuntivo. Ao mesmíssimo radical ("requere-") somam-se as terminações "-r, -res, -r, -rmos, -rdes, -rem": "se (ou "quando') eu requerer, se tu requereres, se ele requerer, se nós requerermos, se vós requererdes, se eles requererem".
Como se vê, diferentemente do verbo "querer" (que é irregular no pretérito perfeito do indicativo e, por conseguinte, nos três tempos que dele derivam -"eu quis", "eu quisera", "se eu quisesse", "quando/se eu quiser"), o verbo "requerer" é regular nesses quatro tempos. Moral da história: formas como "requisesse" ("Se ele requisesse os documentos hoje...") ou "requiseram" ("Eles requiseram o adiamento..."), embora comuns em alguns registros linguísticos, não encontram abrigo no padrão formal da língua. É isso.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

....................

Publicado no jornal Folha de S. Paulo em 07 de julho de 2011.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

69 comentários

  • Link do comentário best online pharmacy best online pharmacy 31 Julho 2015

    Hi there to all, the contents existing at this web site
    are in fact remarkable for people knowledge, well, keep
    up the nice work fellows.

  • Link do comentário prednisone taper prednisone taper 22 Julho 2015

    Does your site have a contact page? I'm having a tough time locating it
    but, I'd like to send you an email. I've got some creative ideas for your blog you might be interested in hearing.
    Either way, great blog and I look forward to seeing
    it expand over time.

  • Link do comentário cialis cialis 15 Julho 2015

    I am regular visitor, how are you everybody? This paragraph posted at this site is genuinely fastidious.

  • Link do comentário cialis cialis 13 Julho 2015

    Just wish to say your article is as amazing. The clearness to your put up
    is just cool and i can suppose you're a professional on this subject.
    Well along with your permission let me to take
    hold of your feed to keep updated with approaching post.

    Thank you one million and please keep up the rewarding work.

  • Link do comentário cialis cialis 13 Julho 2015

    Excellent web site you have got here.. It's hard to find excellent writing like yours these
    days. I truly appreciate individuals like you! Take care!!

  • Link do comentário canadian pharmacy canadian pharmacy 13 Julho 2015

    If you want to increase your know-how just keep visiting this web page and be updated with the hottest news update posted here.

  • Link do comentário ed drugs ed drugs 07 Julho 2015

    I am genuinely grateful to the owner of this
    site who has shared this enormous post at at this time.

  • Link do comentário Cialis Cialis 04 Julho 2015

    Do you mind if I quote a couple of your posts as long as I provide
    credit and sources back to your weblog? My website is in the exact
    same niche as yours and my users would certainly
    benefit from a lot of the information you present here. Please
    let me know if this ok with you. Many thanks!

  • Link do comentário mebendazole mebendazole 02 Junho 2015

    I'll right away snatch your rsss feed aas I can not in finding your email subscription linnk or e-newsletter service.
    Do you've any? Please let me recognise in order that I
    may just subscribe. Thanks.

  • Link do comentário canadian pharmacy online canadian pharmacy online 20 Maio 2015

    What's up everyone, it's my first pay a visit at this site,
    and piece of writing is truly fruitful in support of me, keep up posting these content.

Saiba mais

icone-blogBlog
Dicas, artigos e informações que possam melhorar as ferramentas de comunicação!

icone-agendaAgenda
Fique por dentro do que vai rolar: eventos, cursos e muito mais.

Fale conosco

Entre em contato conosco:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: São Paulo/SP (11) 3673.1570 

Para mais informações ou para enviar uma mensagem, clique aqui.